Blogs Unigranrio

 

Iniciação Científica e Iniciação Tecnológica – PIBIC, PIBITI e PIBIC-EM

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA UNIGRANRIO

O Núcleo de Pesquisa e Iniciação Científica da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação – (PROPEP) disponibilizou os novos editais (2018-2019) da Iniciação Científica e da Iniciação Tecnológica.

Estão abertas as inscrições até o dia 26 de março  de 2017, de projetos para as modalidades PIBIC (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ) , PIBIC-EM (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA JÚNIOR PARA O ENSINO MÉDIO) e PIBITI (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÂO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO).

Os Editais:

Iniciação Científica PIBICAcesse Aqui!

Objetivos:

2.1. Formação de recursos humanos para a pesquisa; 2.2. Formação científica de recursos humanos que se dedicarão a qualquer atividade profissional; 2.3. Redução do tempo médio de permanência dos alunos na pós-graduação; 2.4. Disseminação do conhecimento, com as discussões interdisciplinares, nos Seminários de Iniciação Científica; 2.5. Maior integração entre a graduação e a pós-graduação; 2.6. Estimular pesquisadores produtivos a incluir estudantes de graduação nas atividades científica, tecnológica, profissional e artístico-cultural; 2.7. Proporcionar ao bolsista, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa, bem como despertar sua criatividade, em decorrência das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa; 2.8. Fortalecer a formulação institucional de política de Pesquisa e Iniciação Científica.

Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação – PIBITIAcesse Aqui!

Objetivos:

O PIBITI tem por objetivos principais: contribuir para a formação e inserção de estudantes em atividades de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação; cooperar para a formação de recursos humanos que se dedicarão ao fortalecimento da capacidade inovadora das empresas do país; concorrer para a formação do cidadão pleno, capaz de criatividade e empreendedorismo diante de demandas da sua comunidade. Compreende-se que esses objetivos sejam alcançados por intermédio da participação de alunos da graduação em atividades de desenvolvimento tecnológico e processos de inovação com orientação de pesquisadores qualificados.

Iniciação Científica Júnior para o Ensino Médio – PIBIC-EMAcesse Aqui!

Objetivos:

1.1. Despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre alunos do ensino médio; 1.2. Estimular precocemente o interesse pela pesquisa científica e tecnológica e apresentar, ao aluno do ensino médio, a possibilidade de participar de projetos de pesquisa desenvolvidos na Universidade; 1.3. Promover maior integração entre o ensino médio e a graduação, dentro de um processo de educação continuada; 1.4. Estimular professores e alunos a engajar-se na atividade de pesquisa com temáticas e objetivos voltados à realidade do ensino médio. (Fonte: Edital do Programa)

Leia Mais

Pós-Graduação da UNIGRANRIO tem grande sucesso no Edital Emergencial da FAPERJ

O Edital Emergencial da FAPERJ se encontra na sua segunda edição, tendo divulgado nesta última quinta-feira o resultado dos Programas de Pós-Graduação do Estado do Rio de Janeiro que foram contemplados. As submissões deviam ser realizadas pelos coordenadores ou coordenadores adjunto dos programas, com o objetivo de obter fomento para atividades de pesquisas do Programas.

Assim como aconteceu na primeira edição deste importante edital, os Programas da UNIGRANRIO obtiveram grande êxito nas aprovações de projetos que vão beneficiar de formas variadas os programas, cada um de acordo com a proposta específica aprovada, após exame criterioso.

Conforma aponta o site da FAPERJ

O programa – lançado em setembro 2016, pela segunda vez – é  uma forma apoiar, emergencialmente, na forma de custeio, programas e cursos de pós-graduação stricto sensu de Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) do estado do Rio de janeiro. O total de recursos aprovados para 12 meses é de R$ 9,2 milhões, que certamente minimizará os efeitos do atual momento econômico e manterá em funcionamento programas e cursos de pós-graduação do estado do Rio de Janeiro que tiveram grande crescimento qualitativo e quantitativo, particularmente os que têm conceito mais alto (6 e 7).

(Fonte: http://www.faperj.br/?id=3403.2.0)

Os projetos de PPGs da UNIGRANRIO contemplados foram:

Ação emergencial à manutenção e desenvolvimento de pesquisas e produtos técnico-educacionais do Programa de Pós-graduação em Ensino das Ciências – PPGEC/UNIGRANRIO – Andrea Velloso da Silveira Praça

Apoio ao Programa de Biomedicina Translacional – BIOTRANS, da associação institucional UNIGRANRIO/ INMETRO/ UEZO – Carina Maciel da Silva Boghossian

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HUMANIDADES, CULTURAS E ARTES / Universidade do Grande Rio – Pesquisas em Humanidades, Culturas e Artes no Estado do Rio de Janeiro: uma abordagem interdisciplinar – Rosane Cristina de Oliveira 

Programa de Pós Graduação em Odontologia/ Mestrado Profissional – MTA de alta plasticidade: avaliações pré-clínicas e clínicas – Thais Accorsi Mendonça 

O fomento se dará da seguinte forma, como aponta o site da FAPERJ:

As propostas foram enquadradas em uma das duas faixas, de acordo com o número de alunos dos programas – a Faixa A tem recursos de R$ 60 mil, pagos na forma de taxa de bancada em 12 mensalidades de R$ 5 mil; ou na Faixa B: recursos de R$ 36 mil, pagos na forma de taxa de bancada em 12 mensalidades de R$ 3 mil.

(Fonte: http://www.faperj.br/?id=3403.2.0 )

O resultado completo do edital, pode ser acessado na página da FAPERJ: http://www.faperj.br/?id=3403.2.0  

 

 

 

 

 

 

 

Leia Mais

Projetos de Pesquisadores da UNIGRANRIO são contemplados no APQ1 da FAPERJ

A FAPERJ divulgou no dia 20 de outubro o resultado de projetos aprovados no APQ1, que se trata de um auxílio básico para pesquisas.

Conforme salienta o site da FAPERJ:

A avaliação das propostas leva em consideração a qualificação do proponente em relação às atividades previstas, a qualidade e a regularidade de sua produção científica/tecnológica, divulgada em veículos qualificados, e sua contribuição para a formação de recursos humanos nos últimos cinco anos. Não menos importante é a aplicabilidade e a relevância da proposta para o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico, ambiental e social das diferentes regiões fluminenses. Toda avaliação é comparativa com os pares das grandes áreas do conhecimento, com base na opinião de consultores ad hoc e consolidada pelos coordenadores de área da FAPERJ.

Fonte: FAPERJ – http://www.faperj.br/?id=3287.2.

Os professores contemplados:

Giselle Faur de Castro Catarino – Ensino de Ciências e Prática Docente: repensando práticas disciplinares e conhecendo formas de trabalho interdisciplinar

José Francisco de Carvalho Rezende – Percepção de analistas de mercado sobre risco e retorno na presença/evidenciação de atributos do capital intelectual e ativos intangíveis.

 

Leia Mais

Professores da UNIGRANRIO têm projetos contemplados no Edital de Grupos Emergentes da FAPERJ

A FAPERJ divulgou no dia 22 de setembro o resultado do Edital Apoio a Grupos Emergentes de Pesquisa no Estado do Rio de Janeiro.

 

Além do mérito científico, foram avaliados o caráter multidisciplinar, o escopo multiusuário e o potencial multiplicador do projeto, além da experiência, produtividade em pesquisa e a capacidade de formação de recursos humanos tanto do coordenador quanto dos demais membros da equipe.

Fonte: http://www.faperj.br/?id=3268.2.0

 

Professores da UNIGRANRIO tiveram projetos contemplados:

 

Emmanuel João Nogueira Leal da Silva – Desenvolvimento de um modelo experimental para avaliar a formação e desenvolvimento de trincas dentinárias

Roberta Flávia Ribeiro Rolando Vasconcellos – Laboratório de pesquisa em tecnologias educacionais e avaliação de objetos de aprendizagem digitais – LAPETEC

 

Leia Mais

Pós-Graduação da UNIGRANRIO tem pesquisadores contemplados no Jovem Cientista do Nosso Estado (JCNE) da FAPERJ

Pós-Graduação da UNIGRANRIO tem vários pesquisadores contemplados no Jovem Cientista do Nosso Estado (JCNE) da FAPERJ

Professores de seus cursos de Mestrado e Doutorado foram contemplados em um dos mais importantes Editais da FAPERJ: Jovem Cientista do Nosso Estado (JCNE). Os pesquisadores contemplados receberão bolsas de bancadas mensais para financiamento de seus projetos por 36 meses (3 anos).

Os professores contemplados no Jovem Cientista do Nosso Estado(2016-2018):

Andrea Velloso da Silveira Praça – Ciência ao alcance de todos

Eline das Flores Victer – O uso de materiais didáticos como uma ferramenta facilitadora para  o ensino de matemática

João Felipe Rammelt  Sauerbronn -Imagens do Corpo na Sociedade de Consumo  - Uma Investigação Videográfica sobre Corpo e Mercado

Márcio Luiz Corrêa Vilaça – Tecnologias, Mídias e Inovação na Educação na Era Digital: Cultura Digital, Letramento Digital, Infoinclusão e Formação de Professores

Renato da Silva – Mosquitos, Cidades e Educação: o legado da Campanha Nacional de  Erradicação da Malária (1958-1965) para o combate as epidemias de Dengue, Zika e Chikungunya.

Victor Talarico Leal Vieira – Influência da esterilização nas propriedades mecânicas e na biocompatibilidade de instrumentos endodônticos fabricados com ligas de NiTi convencional, M-wire, Fase R e Memória controlada

A professora Cleonice Puggian, que já era Jovem Cientista do Nosso Estado, também teve novo projeto contemplado: Baixada Das Águas: Conflitos Ambientais, Educação E Políticas Públicas Na Região Hidrográfica Da Baía De Guanabara

 

O site da FAPERJ destaca características necessárias para a aprovação dos projetos:

Os pesquisadores aprovados tiveram que comprovar vínculo empregatício em instituições de ensino e pesquisa fluminenses, projetos meritórios, produção científica qualificada, histórico de formação de recursos humanos…

 

Jerson Lima, Diretor Científico da FAPERJ, declarou ao site da agência:

“são programas bastante competitivos, com um grande número de submissões. E, para evitar qualquer tipo de conflito de interesses, sua avaliação tem sido realizada por um comitê de pesquisadores de fora do Rio de Janeiro”

 

 

 

 

 

 

Leia Mais

FAPERJ divulga projetos de Iniciação Científica(IC) contemplados com bolsas

A FAPERJ divulgou no dia 11 de agosto a relação dos novos bolsistas contemplados no programa de Iniciação Científica (IC). O resultado refere-se à primeira janela de inscrições de 2016.

Projetos de Professores da UNIGRANRIO foram contemplados com bolsas de Iniciação Científica.

 

Docente: Carina Maciel da Silva Boghossian

Discente: Edisa de Oliveira Sousa

Pesquisa: Bactérias orais e não orais no espaço subgengival de implantes dentários recém instalados e ao longo de 6 meses

 

 

Docente: Emmanuel João Nogueira Leal da Silva

Discente: Carina Taboada Ronconi Unigranrio

Pesquisa: Avaliação da expressão de substância P e receptores NK em fibroblastos após o contato com cimentos endodônticos

 

Docente: Júlio César da Silva

Discente: Aryane Melo de Castro Unigranrio

Pesquisa: Estudo e Aplicação da Técnica Ultrassônica para Monitoramento de Estruturas Metálicas na Universidade do Grande Rio

 

Docente: Plinio Mendes Senna

Discente: Emanuela Emilia Cabalini Pereira Monteiro

Pesquisa: Avaliação da associação de clorexidina com carbodiimida na prevenção da degradação da interface adesiva dentinária

 

Resultado Final da FAPERJ: http://www.faperj.br/downloads/resultados_ic_2016_1.pdf

Leia Mais

Projeto Interdisciplinar de Pesquisa sobre Literatura e Cinema é contemplado na FAPERJ

A professora Anna Paula Soares Lemos, do Programa de Pós-Graduação em Humanidades, Culturas e Artes teve o projeto Achados no lixo: resíduos da vida e a vida pelos resíduos na literatura e no cinema contemplado no APq 1 da FAPERJ.

Segundo a notícia no site da FAPERJ:

O APQ 1 é um dos mais procurados dentre os programas da FAPERJ, pois se propõe a financiar o desenvolvimento de projetos livremente escolhidos pelos pesquisadores, em todas as áreas de conhecimento, desde que sejam  conduzidos por pesquisadores com grau de doutor ou equivalente, vinculados a instituições de ensino e pesquisa sediadas no estado do Rio de Janeiro.

O julgamento dos projetos é realizado pelo corpo de coordenadores de área da FAPERJ, que procura analisar comparativamente aspectos como mérito técnico-científico, originalidade, adequação do orçamento às metas do projeto e a adesão aos termos desta modalidade de auxílio…

 

Fonte: http://www.faperj.br/?id=3175.2.3

Leia Mais

Almanaque UNIGRANRIO de Pesquisa e Almanaque Multidisciplinar de Pesquisa: Nova edição publicada

Já está disponível a Edição 2015-2 do Almanaque UNIGRANRIO de Pesquisa.

Apresentamos o segundo número de 2015 do Almanaque Multidisciplinar de Pesquisa (Acesse aqui!)  e do Almanaque Unigranrio de Pesquisa (Download Aqui) , que traz, mais uma vez, artigos de diferentes áreas do conhecimento.

Na seção de Artigos Especiais, a professora do curso de Medicina e do programa de Pós-Graduação BIOTRANS, da Unigranrio, Cristiane Lamas, e suas alunas de graduação, Camila Ribeiro e Cecília Menezes tecem uma importante e atual discussão sobre os achados epidemiológicos recentes relativos ao sarampo e suas implicações. É sobre este artigo o editorial deste número, escrito pelo professor Márcio Neves Bóia, professor da UERJ e pesquisador da Fiocruz. Em seu texto, o professor Bóia estabelece uma interessante discussão com o artigo da professora Cristiane Lamas.
Neste número, contamos com artigos em todas áreas do conhecimento, de professores de diferentes instituições do país, como a Universidade de Brasília, a Universidade Federal de Pelotas, a Universidade do Estado da Bahia e a Universidade Federal do Espírito Santo.
Esperamos que cada vez mais pesquisadores participem da nossa revista, não apenas como leitores, mas como futuros autores, para que possamos fortalecer o diálogo inter-instituicional.

Faça o Download do Almanaque UNIGRANRIO de Pesquisa

Leia Mais

PPG em Humanidades, Culturas e Artes tem projeto contemplado no Edital de Humanidades da FAPERJ

O Programa de Pós-Graduação em Humanidades, Culturas e Artes inicia o ano de 2016 como a conquista de um importante Edital da FAPERJ voltado para grandes projetos nas áreas de Humanidades. O resultado do Edital Apoio a projetos de pesquisa na área de humanidades – 2015 foi divulgado no site da FAPERJ na última quinta-feira.

A notícia do resultado do Edital aponta que:

Com recursos ampliados de forma a intensificar o estímulo à formação de novos grupos interdisciplinares, o edital Apoio a Projetos de Pesquisa na Área de Humanidades – 2015 visa fortalecer as linhas de pesquisa que contribuam para fazer avançar o campo das Ciências Humanas; das Ciências Sociais e Aplicadas, Linguística e Letras fluminenses.

Fonte: http://www.faperj.br/?id=3103.2.8

 

O projeto contemplado, Experiências em histórias de vida na baixada fluminense: o sonho e o lixo, tem a coordenação do historiador José Carlos Sebe Bom Meihy, professor do Programa de Pós-Graduação em Humanidades, Culturas e Artes da UNIGRANRIO, conceito 4, da área Interdisciplinar da CAPES.
Ainda de acordo com a FAPERJ, o apoio a pesquisas por meio do edital de Humanidades poderá financiar:

despesas de capital, como a aquisição de materiais permanentes e equipamentos; e despesas de custeio, como serviços de terceiros (pessoas físicas e jurídicas) de caráter eventual; diárias e passagens (desde que compreendam despesas necessárias para o desenvolvimento do projeto de pesquisa); material de consumo, componentes e/ou peças de reposição de equipamentos; e despesas de importação.

Fonte: http://www.faperj.br/?id=3103.2.8

Leia Mais